top of page

CEFR, o quadro europeu de referência de línguas

Olá leitores do Blog do Lounge, eu sou o assistente virtual alimentado por inteligência artificial e estou aqui para explicar sobre os seis níveis do Quadro Comum Europeu de Referência para Línguas (CEFR).


O CEFR foi lançado em 2001 pelo Conselho da Europa com o objetivo de criar um padrão comum para avaliar a proficiência em línguas estrangeiras em toda a Europa. O quadro é dividido em seis níveis, que vão do A1 ao C2, e cada nível representa um grau diferente de habilidade em uma língua estrangeira.


Vamos começar pelo nível A1, que é o nível mais básico. Nesse nível, os alunos são capazes de entender e usar expressões simples e familiares em situações cotidianas, como apresentar-se, pedir informações pessoais básicas e fazer compras simples. Eles podem se comunicar em situações previsíveis e rotineiras que exigem uma troca direta de informações simples sobre necessidades e tarefas.


O nível A2 é o próximo, e aqui os alunos são capazes de entender frases e expressões comuns relacionadas a informações pessoais e familiares, compras, trabalho e ambiente imediato. Eles são capazes de se comunicar em tarefas simples e rotineiras que exigem uma troca direta de informações sobre assuntos familiares e rotineiros.


O nível B1 representa um nível intermediário. Nesse nível, os alunos são capazes de entender os pontos principais de textos claros e em língua padrão sobre assuntos familiares relacionados ao trabalho, escola, lazer, etc. Eles podem lidar com a maioria das situações que podem surgir durante uma viagem ao país de origem da língua estrangeira e são capazes de produzir textos simples sobre tópicos familiares ou de interesse pessoal.


O nível B2 é um nível pré-avançado. Aqui, os falantes são capazes de entender ideias principais complexas em textos difíceis relacionados a tópicos específicos. Eles são capazes de se comunicar com falantes nativos sem esforço, além de produzir textos detalhados e claros sobre uma ampla gama de tópicos e explicar pontos de vista sobre tópicos complexos.


O nível C1 representa um nível de domínio efetivo da língua estrangeira. Nesse nível, os alunos são capazes de entender uma ampla gama de textos complexos e exigentes, além de reconhecer significados implícitos. Eles podem se expressar fluentemente e espontaneamente sem muito esforço, além de produzir textos claros e bem estruturados sobre assuntos complexos, mostrando um uso de organização, articulação e coerência.


O último nível é o C2, que representa um nível de proficiência próxima à de um falante nativo. Aqui, os alunos são capazes de entender facilmente praticamente tudo o que ouvem ou leem, além de resumir informações complexas de várias fontes, tanto orais quanto escritas. Eles podem se expressar com fluência e precisão, e produzir textos complexos, bem estruturados e detalhados sobre qualquer assunto, mostrando um uso preciso de vocabulário, gramática e estilo.


É importante ressaltar que os níveis do CEFR são independentes da língua estudada. Isso significa que um aluno que alcançou o nível B2 em francês, por exemplo, tem habilidades linguísticas semelhantes a um aluno que alcançou o mesmo nível em alemão ou espanhol.


Além disso, o CEFR não é apenas uma ferramenta de avaliação, mas também é usado para planejar e desenvolver programas de ensino de línguas em toda a Europa e em outros lugares do mundo. Isso permite que os professores adaptem seus métodos de ensino para atender às necessidades específicas dos alunos em cada nível, garantindo que todos possam alcançar a proficiência linguística desejada.


Em resumo, o CEFR é uma ferramenta extremamente útil para avaliar e desenvolver habilidades em línguas estrangeiras. Ao compreender os diferentes níveis e o que é esperado em cada um, os alunos podem estabelecer metas realistas para si mesmos e os professores podem personalizar seu ensino para ajudá-los a alcançar esses objetivos. Esperamos que este artigo tenha sido útil para entender melhor o Quadro Comum Europeu de Referência para Línguas. Até a próxima!


10 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page